O GT de Gênero da ANPUH Nacional  preparou  Edição Especial  comemorativas para esse mês, através  de programas /podcast   de Historia Online ,: as Segundas Feministas.

Para comemorar a data, o fato, o acontecimento histórico optou-se por uma narrativas poética que através da sensibilidade da historiadora e professora Marlene de  Faveri  esboçou  os sentimentos  de mulheres vitimas de violência domestica, sendo que muitas delas foram assassinadas.  Os crimes de feminicidio, em nosso país   tiveram um acréscimo considerável no período de 2019- 2020 ( com a Pandemia e a quarentena compulsória ) . Segundo dados do Instituto Brasileiro  de Direito da Familia /IBDFAM “em 2019, o total de ocorrências foi de 1.326, um aumento de 43% em relação há quatro anos anteriores. Em 90% dos casos, o criminoso é o companheiro ou ex da vítima. O racismo também perpassa a violência contra a mulher: no ano passado, 66,6% das vítimas de feminicídio eram negras. O percentual indica a maior vulnerabilidade dessa população, já que elas representam 52,4% da população de mulheres no Brasil”

A nossa luta prossegue.  Marlene de Faveri Poesiaas .

Acreditamos que a relevância social e politica do GT de Gênero  da ANPUH Nacional e Regionais  é divulgar as pesquisas realizadas na Graduação e na Pôs Graduação dos Cursos de Historia desse país e para toda a sociedade utilizando todas as linguagens possíveis para informar e divulgar .