Grupo de pesquisa Cultura e Gênero – UNESP, Campus de Marília

Grupo de Estudo Pesquisa “Cultura e Gênero” foi criado em 2000, junto do Departamento de Ciências  Politicas e Econômicas/DCPE na FFC, da UNESP, campus de Marília, sob orientação da Prof. Dra. Lídia Vianna Possas.

Desde o início, o Grupo de Pesquisa buscou oferecer oportunidade acadêmica e incentivos para a formação de jovens estudantes universitárixs da Graduação e Pós Graduação no campo dos estudos de gênero e cultura. Suas atividades compreenderam  a implementação de  projetos de Iniciação Científica e Grupo de Estudos na área dos Estudos de Gênero inter/co/relacionando-as com diversas variáveis, dentre estas estão: Cultura, Cidade, Educação, História, Memória, Perspectivas e Trajetórias Feministas, Poder, Políticas Públicas, Subjetividades e Violência.

Paralelamente, o grupo fortaleceu o desenvolvimento de produção científica consistente através de encontros com leituras de bibliografia temática, sessões de filmes e trocas de materiais, além do compartilhamento das experiências de pesquisas entre docentes, pós-graduandos e graduandos. Além da participação dos membros em eventos científicos no Brasil e no exterior.

O Grupo de Pesquisa está vinculado ao Diretório dos Grupos de Pesquisa do Brasil/CNPq  desde 2004 atuando ainda na Extensão universitária, à medida propôs projetos de políticas públicas que tinham como objetivos criar alternativas  e fomentar parcerias junto à comunidade mariliense, transformando o conhecimento teórico em vivência prática pela aproximação da Universidade com a Comunidade. Fortaleceu-se o compromisso assumido pela Universidade Pública, em sua atuação de excelência em Ensino, Pesquisa e Extensão.

Atualmente a equipe é formada por pós doutorxs, doutorxs e mestrxs e alunxs de Pós Graduação, especialização e estudantes de graduação (iniciação científica) e tem relação direta com a Pós Graduação em Ciências Sociais, Linha 2 – Cultura, Identidade e Memória.

Mantêm um cronograma de reuniões semanais, quinzenais com a proposta de  discussão de artigos, de leituras que abordem as novas topografias teóricas feministas e dos estudos de gênero revisitado pela  interseccionalidade.