Mulheres iranianas estão fazendo da internet um espaço de resistência contra leis e regras conservadoras de seu país, como a que proíbe que uma mulher dance em público. Vários vídeos estão sendo postados em redes sociais com mulheres dançando livremente, uma forma de protestar e também de apoiar aquelas que já sofreram perseguição ou foram presas.
Para Reihane Taravati, que já postou este tipo de vídeo e hoje é muito conhecida no Instagram, “dançar e ser feliz está na nossa cultura e no nosso sangue. Essas prisões têm que parar. Tenho esperança por essa próxima geração destemida. As pessoas vão se conectar e aprender umas com as outras mundo afora. Essa é a beleza do poder das redes sociais.”

Veja a matéria completa em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/07/10/Por-que-mulheres-est%C3%A3o-usando-a-dan%C3%A7a-para-protestar-no-Ir%C3%A3?utm_campaign=Echobox&utm_medium=Social&utm_source=Twitter#Echobox=1531263993