Algoritmos reforçam discriminação

Tecnologias baseadas em big data estão reforçando estereótipos de gênero, de classe e de raça. Um estudo da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos, analisou dados de dois bancos de imagens e concluiu que os algoritmos muitas vezes agravam a discriminação por causa de vieses implícitos nos dados.
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/19/ciencia/1505818015_847097.html?%3Fid_externo_rsoc=FB_BR_CM&fbclid=IwAR26s3A7Li6KBRno4jZOyC-ZPmjWOk-ErX1L6qY5GY7R2kOeCpRnJqzeoI8

História e Memória: revendo as teorias e (re) reconstruindo subjetividades e identidades na contemporaneidade

  Neste segundo semestre de 2019, a Profa. Dra. Lídia M. V. Possas ministrou a disciplina “História e Memória: revendo as teorias e (re) reconstruindo subjetividades e identidades na contemporaneidade” no programa de pós-graduação em Ciências Sociais da Unesp/Marília. Compartilhamos aqui o programa e a síntese dos assuntos abordados.   Sintese do Curso 2 semestre…

Documentário abordando “Narrativas Femininas na cidade de Bauru- Anos 50-70”

Alunas de Jornalismo da UNESP/Bauru  elaboraram  documentário , como trabalho de final de Curso, sobre a trajetória de mulheres , na maioria ” forasteiras” na cidade  de Bauru, centro  urbano do Oeste Paulista que teve um processo de urbanização   destacável  com o entroncamento ferroviário, o  fluxo de migrantes , as fazendas de café,   o comercio…